Artigos

17 de maio de 2016

Arquivo FSTAB

Mais artigos de »
Escrito por: Leonardo Souza
Tags:

Arquivo FSTAB

O arquivo /etc/fstab é um arquivo de texto responsável pela configuração de dispositivos de armazenamento como explicando em nosso artigo árvore de diretórios. Através das configurações deste arquivo o sistema realiza a montagem de todos os dispositivos durante o BOOT do sistema.

Como é um arquivo de texto puro, ele pode ser facilmente editado com um editor de textos do FreeBSD, porém apenas com privilégios de superusuário (root). Ele possui uma lógica própria e à primeira vista nos parece bem complicado de se entender, porém a sintaxe dele é relativamente simples.




Estrutura do FSTAB

Na imagem abaixo temos um arquivo /etc/fstab básico, não significa, porém, que todos os arquivos deste tipo serão iguais, pois é apenas um exemplo.

fstab

Como pode ser visto, este tipo de arquivo possui 6 (seis) colunas que significam basicamente o seguinte:

1º – Coluna: define a partição, dispositivo de armazenamento ou diretório de rede. É nesta coluna que especificamos o dispositivo que será montado, seja ele local ou de rede. Exemplos de dispositivos são: pen drives, CD-ROM, HD e/ou pasta na rede. É possível também especificar dispositivos de compartilhamento NFS ou compartilhamento de rede Windows.

2º – Coluna: especifica o local onde serão montados os dispositivos, ou seja, após a montagem será possível acessar o dispositivos através deste diretório. De acordo com esta explicação o dispositivo “/dev/ada0p2” será montado no diretório “/”, ou seja, diretório root do sistema.

3º – coluna: indica o tipo do sistema de arquivos utilizado para a montagem deste ponto. Existem vários tipos de sistemas de arquivos que podem ser utilizados. Para dispositivos como pen drive e CD-ROM, por exemplo, é comum utilizar a opção “auto”, para sistemas GNU/Linux pode-se utilizar ext2, ext3, ext4, etc.

Perceba que o diretório “/” está sendo montado no formato “ufs”, padrão do FreeBSD.

4º – coluna: são informados as permissões para cada ponto montado, nela podemos especificar entre outras coisas se a partição estará disponível para leitura e/ou escrita.

Algumas das opções são:

rw: permite leitura e escrita;

ro: permite apenas a leitura da partição.

dev: permite a criação de arquivos de dispositivos

nodev: não permite a criação de arquivos de dispositivos

exec: permite execução de binários

noexec: não permite a execução de binários

auto: monta automaticamente no boot

noauto: não monta no boot

user: pode ser montado por usuários simples

nouser: só pode ser montado pelo root

sync: gravação síncrona do dispositivo, ou seja, grava no disco assim que o comando é executado.

async: gravação assíncrona do dispositivo, ou seja, grava na memória primeiro e depois no disco.

defaults – rw, suid, dev, exec, auto, nouser, e async

5º – Coluna: é normalmente utilizado pelo programa DUMP, que examina a partição em busca de arquivos modificados. Esta informação é normalmente utilizada por programas de backup, para decidir quais são os arquivos que devem ser incluídos num backup incremental. O número 0 (zero) desativa este recurso e o número 1 (um) ativa esta checagem.

6º coluna: especifica instruções FSCK, responsável por examinar os arquivos contidos na partição quando o sistema é desligado de forma incorreta. Três são as opções:

0 (zero): desativa esta checagem a cada boot, fazendo com que o boot seja mais rápido, porém não é recomendado.

1 (um): habilita a checagem no diretório root do sistema, ou seja, o diretório raiz “/”.

2 (dois): habilita esta checagem para as demais partições, porém esta checagem só ocorre após a checagem do diretório root do sistema.

Conclusão

Conhecer o manuseio do arquivo /etc/fstab é fundamental para um administrador de sistemas, pois com frequência será necessário administrar a montagem de dispositivos e fazê-lo sempre de forma manual é sem dúvidas trabalhoso e desnecessário. Outras opções são possíveis como montar dispositivos de rede, porém este é assunto para outro artigo.

Espero que o conteúdo tenha sido útil, em caso de dúvidas utilize os comentários.






Sobre o Autor

Foto de perfil de Leonardo Souza
Leonardo Souza
Bacharel em Informática, pós graduado em Segurança de Redes de Computadores e analista de Segurança da Informação. Entusiasta de Segurança da Informação e usuário FreeBSD, porém sem xiismo.




0 Comments


Seja o Primeiro a Comentar!


You must be logged in to post a comment.