FreeBSD

27 de outubro de 2016

Editor de texto padrão no FreeBSD

Mais artigos de »
Escrito por: Leonardo Souza
Tags:,

Editor de texto padrão no FreeBSD

O ee, Easy Editor (editor fácil), é o editor de texto padrão no FreeBSD e possui este nome por ser realmente muito simples de utilizar. Por padrão, ele está sempre em modo de inserção, a menos que haja um aviso na parte inferior da tela, ou um menu presente, geralmente dentro de uma caixa de seleção do terminal. Seu uso é simples e intuitivo e estes são os motivos de ser o editor de texto padrão no FreeBSD.

A sintaxe do comando é:

# ee opções arquivo

As principais opções são:

-e:  desliga expansão do caractere de tabulação em espaços.

-i:  desativa a exibição da janela de informações na parte superior do terminal.

-h:  desliga o realce de bordas de janelas e menus, normalmente melhora o desempenho.

+ #:  move o cursor para a linha ‘#’ na inicialização.




Como a maioria dos editores de texto o “ee” também possui um modo de comandos e teclas de controle, modo de operação que permite utilizar teclas para manipular a edição e navegação do texto. Estes comandos são ativados por meio da combinação de teclas para executar determinadas tarefas.

Ao abrirmos um arquivo, podemos ver no topo da tela uma janela de informações contendo as principais opções de comandos e atalhos deste editor (é esta janela que pode ser desativada com o parâmetro -i).

Editor de texto padrão no FreeBSD

Nesta janela a tecla Ctrl é substituída pelo carácter “^”.

Teclas de controle

para realizar tarefas diferentes da inserção de texto o usuário deve utilizar a tecla “Ctrl“, representada pelo carácter “^”, seguido de uma tecla alfabética, por exemplo Ctrl + A. Na lista abaixo apresentamos as principais opções de atalhos do teclado.

Ctrl + d: exclui o carácter onde o cursor está posicionado.

Ctrl + e: posiciona o cursor no fim da linha.

Ctrl + f: avança um carácter.

Ctrl + g: volta o cursor em uma página

Ctrl + h: backspace, exclui o carácter à esquerda.

Ctrl + i: Tab, ação semelhante ao acionar a tecla Tab.

Ctrl + j: retorna o último carácter excluído.

Ctrl + k: elimina uma linha inteira.

Ctrl + l: retorna última linha excluída (no local onde está o cursor).

Ctrl + m: insere uma nova linha.

Ctrl + n: move o cursor para a próxima linha.

Ctrl + p: retorna a linha anterior.

Ctrl + t: ir para o topo do texto.

Ctrl + u: ir para o fim do texto.

Ctrl + v: ir para a próxima página.

Ctrl + w: apaga a palavra começando na posição do cursor.

Ctrl + y: permite pesquisar uma cadeia de carácter.

Ctrl + z: vai para a próxima palavra.

Não estão listadas todas as possíveis combinações de teclas, para mais detalhes utilize o comando help.

Modo de Comandos

O modo de comandos permite utilizar comandos que vão além de combinar o Ctrl com algumas letras. A opção de comandos é acionada por meio da combinação Ctrl + c. Dessa forma, é aberta a caixa de comandos onde podem ser inseridos os comando. Entre os mais comuns estão:

0-9: move o cursor para a linha indicada.

exit: salva o texto editado e sai do editor.

file: exibe o nome do arquivo.

help: apresenta o menu de ajuda.

line: exibe o número da linha atual.

quit: sai do editor sem salvar as alterações.

Existem vários outros comandos que podem ser visualizados por meio da opção help.

Menus de ação

O menu de ações é acionado através da tecla escape e disponibiliza uma lista de ações que permitem desde sair do editor até realizar configurações específicas. Veja um exemplo na imagem abaixo.

ee_menu

As opções deste menu são:

a) leave editor: sai do editor, se houve alteração o usuário precisará escolher salvar ou não esta alteração.
b) help: exibe uma lista com as opções de ajuda do ee.
c) file operations: permite selecionar opções como ler um arquivo, escrever em um arquivo ou salvar o conteúdo atual do editor.
d) redraw screen: permite restaurar configurações de cor da tela.
e) settings: apresenta configurações com os valores atuais dos modos de operação.

opcoes

f) search: permite ao usuário introduzir um termo a ser pesquisado.
g) miscellaneous: mostra um submenu com outras opções como: formatar parágrafo, usar o comandos do shell e checar ortografia.

opcoes1

Customizando o editor ee

O editor de texto ee permite uma configuração customizada, capaz de disponibilizar ambientes diferenciados para cada usuário. Estas configurações podem ser feitas em 3 arquivos distintos /usr/share/misc/init.ee, o .init.ee ou o arquivo .ini.ee (ambos no diretório home do usuário).

As principais opções de customização são:

case: define que as pesquisas devem considerar maiúsculas e minúsculas.

nocase: define que as pesquisas não devem considerar maiúsculas e minúsculas.

expand: define que a tecla Tab incluirá espaços (padrão).

noexpand: define que a tecla Tab não incluirá espaços.

info: apresenta a janela superior contendo informações sobre o editor.

noinfo: oculta a janela superior contendo informações sobre o editor.

margins: trunca as linhas na margem direita quanto o cursor passar além dela, enquanto o texto é inserido.

nomargins: permite ultrapassar a margem direita ao inserir texto.

Estas são apenas algumas das opções, para conhecer todas as opções leia a página de man do editor  no link: https://www.freebsd.org/cgi/man.cgi?query=ee&sektion=1.

Perceba que a facilidade de uso é o que torno o ee o editor de texto padrão no FreeBSD, pois sem dúvidas, é bem mais simples que outros já consagrados no mundo Unix.

Ficamos por aqui, espero que o conteúdo tenha sido útil.






Sobre o Autor

Foto de perfil de Leonardo Souza
Leonardo Souza
Bacharel em Informática, pós graduado em Segurança de Redes de Computadores e analista de Segurança da Informação. Entusiasta de Segurança da Informação e usuário FreeBSD, porém sem xiismo.




0 Comments


Seja o Primeiro a Comentar!


You must be logged in to post a comment.