Artigos

6 de maio de 2016

Instalação do PC-BSD [TrueOS]

Mais artigos de »
Escrito por: Leonardo Souza
Tags:

Instalação do PC-BSD

Introdução

Veremos neste artigo a instalação do PC-BSD, que é um sistema altamente versátil, e embora alguns acreditem que ele foi desenvolvido apenas para desktops, a verdade é que seu desenvolvimento possui duas vertentes como explicado no artigo “introdução ao PC-BSD”, isto é, o sistema serve tanto para um desktop altamente customizável, quanto para um servidor estável e parrudo.

Sendo assim é plenamente possível implementar um servidor sobre este sistema e ser altamente bem sucedido. Este artigo apresenta a instalação do PC-BSD por meio do ambiente de texto.




Será abordado neste artigo a instalação do PC-BSD versão 10.3. A imagem ISO do instalador foi baixada no site oficial do projeto.

Realize o boot do sistema pela imagem de instalação, geralmente no driver de DVD, logo no início veremos a tela de boas vindas, onde é possível escolher algumas opções. No nosso exemplo vamos pressionar a tecla ENTER.

Instalação do PC-BSD

Depois que o instalador for carregado será necessário definir o idioma do instalador. Esta opção reflete diretamente no layout do teclado. Nesta instalação definimos a “língua portuguesa Brazil”. Semelhante a instalação em modo gráfico, é possível carregar uma configuração salva em um dispositivo USB.

Clique no botão “Próximo”.

Instalação do PC-BSD

A próxima opção será definir o tipo de instalação e, consequentemente, a versão do sistema que será instalado. Como vamos instalar o PC-BSD para servidor, escolheremos a opção “Server (TrueOS)” Selecione esta opção e clique no botão “Próximo”.

3

Logo será iniciado o assistente de instalação que vai guiar a instalação do servidor.

4

A primeira configuração necessária é a senha do usuário root, ou seja, o superusuário do sistema.

5

Depois de definir esta senha, será solicitada a criação de um usuário que será o usuário do sistema.

ATENÇÃO: embora tenhamos criado uma senha para o usuário root, o ideal é que o sistema seja utilizado pelo usuário comum e apenas para tarefas específicas, realmente necessárias, o usuário root seja utilizado.

Nesta tela é possível definir, inclusive, o SHELL padrão do usuário.

Preencha os campos necessários e clique em “Próximo”.

6

A próxima opção é definir o nome do computador. Preencha e clique em “Próximo”.

7

Agora será necessário definir as configurações de rede, como IP, mascara de sub-rede, gateway, etc. Se quiser definir, estas configurações, manualmente selecione a interface de rede e preencha segundo o desejado.

8

Para configurar a interface para capturar estas informações a partir de um servidor DHCP selecione a opção “auto”. Depois de definir estas configurações clique em “Próximo”.

Próximo passo é definir se desejamos administrar o AppCafe remotamente. Em outras palavras, nesta opção é possível definir se o gerenciador de softwares será utilizado por um sistema remoto ou se estará disponível apenas no sistema que está sendo instalado, ou seja, localmente.

Depois de escolher clique em “Próximo”.

9

Agora vamos escolher se desejamos ou não instalar a árvore de Ports automaticamente. Caso esta opção seja definida, será possível utilizar a instalação de programas por meio da coleção de Ports, semelhante ao FreeBSD. Para mais detalhes sobre como utilizar os Ports leia nosso artigo “Instalação de Aplicativos no FreeBSD”.

10

Depois de definir estas opções será possível escolher as opções de disco.

11

Nesta instalação iremos clicar em “Personalizar”, assim poderemos escolher, entre outras coisas, a criptografia do disco.

Selecione a opção “Avançado” e clique em “Next”.

12

Na próxima tela será possível definir o disco a ser instalado, assim como partição para se realizar a instalação. Nesta instalação iremos utilizar o disco inteiro, pois não será possível particionar este, já que ele é menor que o recomendado.

13

Selecionaremos ainda o esquema de partição “GPT” e destino da instalação BIOS.

Clique em “Next”.

A próxima opção nos permite criptografar todo o disco. Desta forma no momento da inicialização do computador será solicitada uma senha e apenas após a confirmação desta senha é que o usuário conseguira acessar o sistema.

Marque a opção para criptografar o disco e informe a senha.

15

Logo o sistema vai criar o esquema de particionamento e solicitará a confirmação. Caso concorde com este esquema clique em “Next”, caso queira alterar utilize os botões “Adicionar” e “Remover”.

Também existe um botão chamado “Tamanho da SWAP”, onde é possível definir esta configuração.

Depois de definir as alterações clique no botão “Next”.

17

Agora veremos as informações sobre o particionamento de disco. Se concordar com a gravação clique em “Finish” caso contrário clique em “Back”.

18

Confirme as alterações no disco.

19

O instalador começará a gravar as alterações e instalar o sistema.

20

Logo veremos a confirmação de que o sistema foi instalado e uma opção salvar estas configurações em um dispositivo USB. Esta opção permite utilizar as configurações salvas em uma instalação posterior.

21

Clique em Finalizar e o sistema será reiniciado.

Pronto, a instalação está concluída.

Quando o sistema iniciar será solicitada a senha informada para criptografar o disco, confirme e continue a utilizar o sistema.

 22

Tela solicitando o login no sistema.

23

Conclusão

Como pôde ser visto, a instalação do PC-BSD é simples e intuitiva, seja ela pelo modo gráfico, como explicado no artigo “Instalando o PC-BSD (modo gráfico)” ou pelo instalador “TrueOS”, como apresentado neste artigo. Diversas outras opções existem para uma instalação personalizada, porém nosso intuito era apresentar as possibilidades durante uma instalação default.

Espero que o conteúdo tenha sido útil, em caso de dúvidas utilize os comentários.






Sobre o Autor

Foto de perfil de Leonardo Souza
Leonardo Souza
Bacharel em Informática, pós graduado em Segurança de Redes de Computadores e analista de Segurança da Informação. Entusiasta de Segurança da Informação e usuário FreeBSD, porém sem xiismo.






You must be logged in to post a comment.